Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

9.1.10

bichano boy






Não é que um pelintrinha de um gato entrou na minha casa?
Chego a casa, carregada de compras e o meu filhote diz-me que há um gato no quintal.
Mal abro a porta, entra o gato e vai direitinho à cozinha beber leite de um prato que se encontra no chão.

Ela: Oh, mas ele já esteve cá dentro?
Lapaman: Sim, e o S (filhote) já esteve a chorar porque quer ficar com o gato e eu disse-lhe que não!
Ela: Está a coçar-se todo. Deve de estar cheio de pulgas! Quintal com ele!
Filhote: Buáaa! Mas eu quero o gato... Mas eu gosto tanto de gatos! Mas eu nunca tive um animal! Buáaaa Mas eu não gosto do peixe (laranja II)!Mas eu isso...! Mas eu aquilo...! Buáaaa

Decidi argumentar para tentar desistir da ideia de ter um gato.
Ela: Mas filho! Um gato precisa de cuidados. Não é um brinquedo! Se queres um animal, tens de tratar dele! Quem é que lhe dará comida?
Filhote: EU! (buáaaa...)
Ela: E quando ele fizer cocó no chão? Quem é que vai limpar?
Filhote: TU! (buáaaa...)


Matei o gato!

Não matei, não sou capaz de bater no bicho, sequer. Mas ele é chato que sei lá.
Agora instalou-se na casinha, debaixo da máquina de lavar roupa.

3 comentários:

Xadai San disse...

Fica com ele... adopta-o! =) os animais fazem muito bem ao crescimento das crianças!

SP1 disse...

Oh… coisinha mais linda! Fica com ele. Os gatos nem precisam assim de tantos cuidados. Fica! Buaaaaaaaa… eu quero! Fica!!!!!!

Bruno disse...

MARLENE LIVRA-TE DESSE DEMO, POR FAVOR