Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

31.12.11

E que venha mais um ano.

A todos: muita saúde, alegria, amor e amigos verdadeiros.
Sexo também, que faz bem à pele!
2012, vem que estamos preparados para ti!

30.12.11

Hoje vou emprestar o meu HP pavilion.
Mas juro que, se não me devolverem o meu MAC impecávél, vai haver chatices.

26.12.11

Hoje sentei-me ao portátil para fazer mais do que abrir o FB e o Blogger. 
Estive mesmo a trabalhar. 
E, em 5 minutos, já me doía o meu frágil cóccix.
Se há coisa que me dói com o trabalho é o cóccix. 
Se limpo a casa, dói-me o bicho.
Se lavo muita louça, sinto o dito.
Estou ao pc, agudiza-se a dor.
Acho que é o osso mais preguiçoso que tenho no corpo.
Em contra partida, o meu cérebro é bastante ativo.
Está sempre a pensar em formas de fugir ao trabalho pesado.
E não é que as encontra rápido, rápido?

25.12.11

Já se comeu e bebeu muito nestes dias.
O corpo está a ressentir-se.
Estou mais voluptuosa.
Amanhã, o ritmo será mais acelerado.
Há muito para meter nos eixos.

24.12.11

gregório de natal

Hoje não esteve nada fácil para mim.
Imensas dores de barriga (coisas de gaja) atiraram-me para a cama.
Melhorei.
Fiz umas tarefas em casa.
Fui apanhar araçais para a minha avó e minha prima CS.
Comi alguns.
Desconfio nesta fase que alguém me tenha dado um quebranto natalício poderosíssimo, pois não digeri os araçais, nem a tarde de abóbora, nem uma nica de tarte de batata doce ou de bolo rei. Nem sequer a sopa de abórora digeri de jeito. Estava cheia de dores que nem sabia andar direito.
-Jesus, é assim, é? Vais castigar-me deste jeito e tirar os araçais da minha vida?
Ainda bebi água quente com bicabornato de sódio, como mandam os antigos.

Resultado foi ver, de bem perto, que a líxivia que uso, meteu a sanita a luzir!

quando se convida um amigo para uma mijinha...

... que por acaso é chef, acaba-se na cozinha a fazer sopa de abóbora deliciosa, uma tarte de abóbora e côco e uma de batata doce.
Que maravilha.
Da próxima, convido um lavador de carros.
Tenho o meu carro que é um esterco.

19.12.11

touch my hernia

Eu já vos disse que tenho uma hérnia umbilical e vou ter de ser operada?
E que quando como demasiado, a hérnia fica saliente como se fosse um botão?
E que mete uma impressão terrível quando toco lá, mas estou sempre a tocar?
E que volta e meia, empurro-a para dentro para ver se aquilo deixa de me aborrecer?
E que não resulta?
Já vos tinha dito?
Querem que vos diga?
Querem tocar?
Querem?

armstrong me

uma hora a pedalar...
a pedalar cheia de gêne.
pimba, pimba, pimba...
sempre a dar-lhe.
Ia lendo ao mesmo tempo, para me distrair da dor nas pernas.

Muito pedalei sem sair do lugar.
Amanhã, ginásio logo de manhã.

Os remorsos por não ter ido ao ginásio e por ter comido um bifalhaço, cheio de alho e batatas fritas, dão nisto!
É que estou a ver as formas a darem de si e não me gusta... no me gusta nada!

18.12.11

com amigos como este...

quem precisa de inimigos?
a catequista apareceu-me à porta para me pedir desculpa.
É uma grande catequista.
Vaca?
Quem é que disse isto?

errata:

Onde se lê "alívio por ele ter desaparecido" dever-se-á ler "alívio por ele ter aparecido"
Desde já as minhas desculpas.
Foram os nervos.

17.12.11

ainda estou a tremer...

Fui buscar o meu filho à catequese, e a catequista diz-me que ele já tinha saído.
-Saído para onde? Ele estava à sua responsabilidade, não poderia deixá-lo sair assim!
Nisto ela argumenta que ele não obedece, que está sempre desassossegado e tal e tal.
Não fiquei de conversa porque queria encontrar o meu filho.
Estava sem saber onde o procurar e já me estavam a falhar as pernas de tantos nervos que tinha quando uma menina da catequese dele diz-me que ele tinha ido para baixo.
Para baixo! Uma avenida quase sem casas, junto ao mar, em que os carros passam a grande velocidade.
quando me dirijo para o muto da igreja, que me dá uma visão desta avenida, vejo o meu filho a subi-la.
Que alívio e que raiva.
Alívio por ele ter desaparecido.
Raiva porque andava há dias a pensar tirá-lo da catequese porque não me identifico com a religião católica, nem com nenhuma, por sinal.
Raiva porque quis que ele fosse hoje ensaiar para a festa de Natal da catequese e que logo se via se continuava ou não.
Raiva porque se eu já tivesse tomado a decisão, nada disto se teria passado.
Raiva da catequista que, por tão religiosa, quis lavar as mãos como pilatos e não assumir responsabilidade em nada.
Depois, veio o bate boca.
Eu estava toda a tremer.
Não consegui acalmar-me.
Só não chorei porque não calhou.
A raiva dá-me para chorar.
Bolas, eu também sou professora e faço por ter mão na minha turma e quando lhe disse que ela é que tem de ter mão na sua, argumentou que "Se a senhora é assim, então deveria de saber que ele tem de ir para a missa.".
??????
WTF????
Aí disse que nem sequer sou religiosa mas que o fazia pela minha mãe e sogra. Meti-me no carro e deixei-a a falar sozinha.
Mas o que eu queria mesmo dizer era: cala-te já sua gorda, parva e sem argumentos. Da próxima, prego-te à cruz. Queres mais religioso que isto, vaca?

15.12.11

lá vem o cão

Quase sempre compro rifas, quando me abordam e não tenho escapatória possível.
Nunca ganho um cú.
Contudo hoje fui informada que ganhei o primeiro prémio de um sorteio.
Não me lembro o que era o prémio, mas acho que era um conjunto de toalhas.
Fiquei toda contente porque tinha ganho.
Depois lembrei-me: meti o canhoto para o lixo há uns dias atrás.
A minha fezada nestes jogos é abaixo de zero, que os deito fora antes do sorteio.
Vamos lá ver se mo entregam na mesma ou se me cagou o cão no caminho!

(amanhã vou jogar no euromilhões. Mas, se eu ganhar, não contem que eu venha para cá dizer. Aliás, desconfiem de algum silêncio prolongado ou de algum pedido para me adicionarem no skype, com e-morada terminada em br.)

14.12.11

sobre o meu aniversário

Só tenho uma coisa a dizer: não me cantaram os parabéns. 
Outra vez!
Mas tive uma banda a tocar para mim.

11.12.11

acordar a sonhar é algo um pouco estranho, mas ninguém se deu conta...

danoninho

Hoje acordei a sonhar com um Danoninho.
Vi danoninho.
Não comprei danoninho.
Não comi danoninho.
Se amanhã acordar com o desejo de comer danoninho, teremos pena mas terei de meter de lado os dietéticos e comer danoninho.
É parvoíce, eu sei.
Poderia ter sonhado com uma feijoada de marisco, mas não...

7.12.11

digital pic

O meu rapaz, o grande, que trabalha numa loja de tecnologias, fica todo contente por me oferecer algo de lá, em vez de ir para lojas de vestuário quebrar a cabeça com algo para eu usar.
E, com sincridade, gosto muito disto.
Tudo o que me tem oferecido tem sido muito útil.
Desta vez, ofereceu-me uma moldura digital e eu adorei.
Resta-me compilar um motão de fotos numa pen para meter a rodar ali.
Vai ser óptimo, porque tenho tantas em cd's que, raramente as vejo.
Gostei tanto mesmo do presente!

presente maravilha

Logo de manhã, estava eu ainda na cama, e o meu filho aparece para me dar os parabéns e um beijinho maravilhoso na cara.
Depois de me levantar, diz-me: agora vou dar-te a tua oferta.
E começa a cantar o refrão da nossa música:


Apesar de, até a cantar, ter saído à sua mãe, adorei ouvi-lo!

mãe e eu

Eu e a minha querida mãe, com mais um anito.
Ligo-lhe  para lhe dar os parabéns e ela nem diz um Sim.
Desata logo a dar-me os parabéns só para ser a primeira.
Se tivesse uma filha, adoraria que ela nascesse no meu dia de anos e, consequentemente, no da avó. Mas isto não dá para escolher.
(Eu nem sequer quero mais filhos.)

sweat

6.12.11

demain

Amanhã faço 35 anos.
35!
Fuck.
Fuck fuck fuck.
Isto e que é passar tempo.
Vou organizar um jantarzito com algumas pessoas.
Não estarão todas as que eu queria, mas as que vão, quero-as lá.
Este ano deve ser o último em que faço jantarada.
De há 3 anos para cá, ando com menos vontade de comemorar o meu aniversário.
E eu sempre adorei celebrar esta data.
É o que faz ser narcisista.
Ainda por cima, parece-me que o feriado de 8 de dezembro vai ser abatido...
Tanto jeitaço que me dava!
Desta vez, levo bolo (or not).
E quero os parabéns a você, as palminhas, beijos e abraços e elogios a dar com um pau e as velas que nunca se apagam, por mais que as sopremos.
Não! Esqueçam a cena das velas. Não vou gastar o meu fôlego à toa.
Estou a ficar velhinha e posso precisar dele para subir escadas.

4.12.11

pablo alboran


Ouvi ontem no herman 2011 e gostei da voz do rapaz.
Para além de ser giro que mete dó (tipo: tadinho, tão requim que ele é), toca e canta bem.
E é um estilo musical que não ouço desde os meus tempos na ilha brava, com o Alejandro Sanz.
E está a agradar-me tanto.

3.12.11

Hoje fui, com o meu homem, até Nordeste, pelas scuts.
Nem parece que fui lá.
Não cheguei de rastos nem com a marca do cinto de segurança no pescoço devido às curvas.
Aquilo lá é um sossego que roça o depressivo.
Estive lá uma hora e ainda não me consegui recompor.

2.12.11

push up

Eu, com umas calças de ganga push up, da Salsa ou similares:


Para aqueles que acharam que deveria de ficar uauuu!, esqueçam. É ilusão d'ótica.
Fica demasiado cu para um corpo só.

1.12.11

Eu nem sequer sabia que tínhamos um Jack estripador à portuguesa.
Deve de ser o josé, o esfolador.

O que me surpreende aqui é que crimes que envolvam morte possam prescrever.

pirii

Há algures, longe da sua terra, mas perto do seu lovinho, um ser do mais estranho que há.
Daqueles tão estranhos que, realmente, entranham-se em nós... como o herpes.
Diferente.
Peculiar.
Inteligente.
Com uma gargalhada bem sonora e creepy.
Uma criatura tão estranha que marca.
E dá-me cá umas saudaditas da porra dele.
Gosto dele pa carai!
Ele hoje faz 36 anos.
Diz ele que, há 36 anos atrás, levou a palmadinha no rabo que lhe definiu um percurso.
Se a mãe soubesse, no dia, o que sabe hoje, tinha pedido à parteira para lhe dar com um calhau na cabeça. Talvez viesse a ser um cientista ou um craque qualquer que usasse o cérebro para encher a carteira, em vez de ser, como o comum dos portugueses, um pé rapado.
Mas pronto. É amanhar com o que deus manda.
Xuxu, loviú.
Ass!

hipnose com propósito maior do que cacarejo

Em julho os Radiohead vêm a Portugal.
Eu quero ir.
Vocês querem que eu vá.
Vocês querem muito que eu vá.
Vocês querem tanto que vão contribuir.
Vocês estão a fazer um mealheiro para meter moedas de 1 e 2 euros.
Vocês até metem notas porque precisam que eu vá ver os Radiohead.
Vocês sentem uma enorme satisfação em contribuir.
Vocês vão entregar-me este dinheiro todo em junho, sem questionar e sem hesitar.
Vocês vão ficar tão felizes por fazê-lo.
Vocês até vão querer fotos minhas no concerto.
Vocês são os maiores.
Vocês são os melhores.

28.11.11

de mim

Ando com tolerância  zero a tiques sistemáticos de personalidades casmurras.
Aborrecem-me as continuidades, do mesmo modo que me assustam as mudanças.

Há, como um raio ocasional, aquele momento de consciência da VIDA que larga um arrepio pela espinha acima.
Anda a fazer muitos raios para estes lados.

Às vezes parece-me que, em vez de eu carregar o peso do mundo nos ombros, o mundo saltou para cima de mim gritando, bem alto, "lá vai mosca".
Mas o se mundo, o meu mundo, sair de cima de mim, perco o jogo.
De mim para mim: jogarei enquanto tiver costas para o segurar.
Comprei uma camisa cheia de mérrins.

27.11.11

Idol

Estou a ouvir, neste preciso momento, rádio e está a passar Billy Idol.
Reporta-me sempre para os meus 12 anos, mais ou menos.
Parecia um ritual: eu e meu irmão mais velho, tomávamos sempre o pequeno almoço ao seu som, antes de irmos para a escola.
Era o máximo!

25.11.11

Se o ladrão gritar "Fui roubado", duvido que não se olhe com admiração.
Não foi o ladrão que gritou, mas não fugiu muito disto.
Há cada uma que não cabe na cabeça de ninguém.

gajas

Ao ler blogs de gajas e para gajas (a.k. blogs de moda) é interessante verificar como as mulheres, desconhecidas na vida real, são entre si nos blogs e nos comentários:
-Ou são estremamente meiguinhas e tratam-se como princesas, cheias de mimos e de "és a melhor e a mais fabulosa", mas que se calhar não seriam capazes de fazer um único elogio a uma amiga que estivesse "toda lá".
-Ou são autênticas cabras que se consolam a tocar nos pontos fracos de modo a abater a blogger, mas estão sempre lá para ver o que fazem e o que vestem. Só não sabem é estar caladinhas já que não têm nada de giro a dizer.

24.11.11

fortune cookies

 Se todos os que estão a fazer greve avisassem, com antecedência e certeza, que a iriam fazer, os outros conseguiriam antecipar todo o transtorno, evitar chatices e contornar a situação. E, os grevistas, estariam a dar simplesmente o seu dia de trabalho fora, porque o intuito é este mesmo: causar transtorno para ver se chega aos "graúdos" que mandam nisto tudo. Por entender isto, nem me atrevi a perguntar à professora do meu filho se iria fazer greve. Está no seu direito. Levei-o à escola e bati com a cara na porta. Tive de o trazer comigo para o meu local de trabalho, porque eu não fiz greve. Não é fácil estar a trabalhar com o meu filho sempre a chamar pela mãe.
Lá por não ter feito greve não significa que não a entenda ou que não a aceite.


P.S.: Não fiz greve porque acho que já nos tiraram bastante e que, mais o dia de hoje, seria demasiado. Acho mesmo que se deveria encontrar outra forma de luta. É que esta em que se perde dinheiro não está adequada aos dias de hoje.
Se calhar deveriamos fazer uma festa popular à porta da casa dos "patrões políticos", até às tantas da matina, com os 4 + 1, dipasão e afins e sortear rifas com frases caluniosas sobre cada político, tipo "fortuna cookies", mas adaptada ao povo: "Enredos cookies"

22.11.11

"querida maria"

Pedi aos meus alunos para trazerem revistas para trabalharmos o texto publicitário.
Claro que teve de aparecer uma revistinha maria.
No meu furo, decidi recolher as revistas e selecionar os textos que pretendia, de modo a que eles não se perdessem por artigos menos próprios para as suas idades. Não se perdem eles, mas perdi-me eu.
Fui matar saudades dos meus tempos de adolescente e li  parte da correspondência com dúvidas sexuais
Uma das queixas era de um rapaz que dizia o seguinte:

"Namoro há 2 meses e só agora tivemos sexo. Fiquei espantado com a desenvoltura dela: fizemos sexo oral, vaginal e só não fizemos anal porque eu evitei. Não estava à espera que tivesse tanta experiência e que fizesse coisas que eu reprovo. Será que vai dar certo?"

A minha resposta:
-Claro que não vai dar certo. Acaba tudo antes que ela veja que és um bronco e que f...es pouco e mal e te deixe!

21.11.11

Há mulheres que têm depressões.
Há outras que são azedas.
Outras que falam mal de tudo e de todos.
Eu, para me libertar do stress, vou ao ginásio e digo palavrões.
O ginásio é bom.
Mas um palavrão na altura certa é do melhor que há.
Caraio.

20.11.11

conversas Xl

- amanhã vai chover.
- ai vai? está combinado?
-combinadíssimo.

19.11.11

os meus projectos para 2012 não incluem esticar o pernil.

Há coisas que tenho, obrigatoriamente, de fazer antes de morrer, para que a minha alminha não ande por aí a atormentar os vivos que venham a fazer o que eu não fiz.
Uma destas coisas é ver os Radiohead.

Com um pouquinho de esperança, ainda fui espreitar as datas dos espectáculos de Radiohead.
Nada agendado para Portugal em 2012.
Deste modo, não posso morrer no próximo ano.
Vamos lá ver se o tipo da foice não se lembra de mim tão cedo.

15.11.11

sou pela claridade das coisas



A linguagem não é própria para menores de 30 anos, púdicos, padres sérios, virgens por opção e toda a gente que se arrepia só de ouvir a palavra porra!

13.11.11

cancro da mama

Esta foto arrepia-me.
A pinça do caranguejo na mama, provoca o efeito desejado.

por  dreamstock
daqui

11/11/11

É capicua.
Gosto de números capicuas.
E de datas assim ainda mais.
E uma destas não é para se repetir, pelo menos para nós.
Uma data assim pedia que se fizesse algo marcante: uma tatuagem, por exemplo.
Não fiz, no entanto.

11.11.11

Ai Martinho, Martinho

Andamos a falar em lendas às crianças para que os protagonistas delas, neste caso S. Martinho, nos virar as costas e mandar chuva grossa.
-Vamos lá ser coerentes com o que prometemos há largos anos e o que cumprimos de hoje em diante.
Bolas Martinho, hoje era de passeio.

10.11.11

Há dias que nem o sarcasmo me safa.

8.11.11

blog de moda

Vou fazer um blog só de moda, com os meus outfits diários; as minhas combinações de cores; os meus acessórios.
É porque eu sou muito gaja, adoro coisas de gaja: compras, roupas, vernizes, e tal e tal e tal.
Adoro.
E sou uma vaidosa, manienta e soberba.
Mas ninguém diz porque o meu blog não revela nada disto.

Já tenho o nome e tudo.
Só me falta uma coisinha: O AÇO!

nomes

Sempre adorei o nome Vanda.
Há uns 4/5 anos atrás era mesmo o meu nome de eleição.
O meu alter-ego.
Agora já não.
Mas continuo a gostar muito.
É um nome com personalidade, forte.
É um nome de mulher e não de menina.
Agora, sou fã de Salomé, Fernanda, Manuela, Adriana.
E gosto do meu nome.

7.11.11

Por falar na Popota*:
é triste reparar que a hipopótama dança melhor que eu.
Putxa!


(* se andassem a ler os blogues que eu leio, estariam por dentro da conversa.)

4.11.11

gigus

Sigo alguns blogues de moda.
Gosto de ver trapinhos.
Mas, apercebi-me que a dona de um deles tem uma postura de meter dó.
Sempre de giga!
Pode?
Não pode!
Endireita os ombro, pá!

3.11.11

Toma para aprenderes!

Eu: Tens lido o meu blogue?
Marido: Hum... bem... não. Não tenho tido oportunidade.
Eu: Ah sim? Eu pedi-te o divórcio por lá!

hairdresser

No feriado, dei uma tesourada no meu cabelo, após ver um vídeo no youtube, com uma moça a explicar como fazê-lo em casa, em condições.
Ontem o meu marido, aproveitando enquanto eu falava ao telemóvel com uma amiga, olhou e tornou a olhar e veio ter comigo para me dizer:
- Está bem fixe o cabelo.

(Ah, ah. Lamento desapontá-los. Estavam à espera que ele dissese que estava péssimo?
 Vou fazer vida disto)
Com o dinheiro que poupei no corte, vou comprar um mimo para mim.

2.11.11

mente

Paranoid||||||26%49%
Schizoid||||||30%53%
Schizotypal||||||||||34%53%
Antisocial||||||||||||46%47%
Borderline||||18%47%
Histrionic||||||||||||42%43%
Narcissistic||||||||||||||54%41%
Avoidant||||||30%39%
Dependent||||||30%37%
Obsessive-Compulsive||||||||||34%40%
*scores in gray are the average web score

Fiz como o outro mas não sou um caso complicado  como ele é!

1.11.11

tatuagem ll

Respeitinho, que o gajo tem nome: Rico Zombie

eutanásia

Sentada de portátil no colo, a ver o telejornal na RTP1, deparo-me com notícias que me dão um aperto no coração. Umas entristecem-me, outras metem-me nostálgica, outras (poucas, tão poucas) com um sorriso.
Entre as notícias, vi uma reportagem desta associação que ajuda na morte assistida.
Fui ao facebook e meti Like.
Porque sim!
Porque acho desumano manter vivo quem quem morrer, quem sofre física e psicologicamente e não consegue, sozinho, terminar com a dor.

da nossa infância: partilhas!

Quem é que, em criança, era capaz de deitar um pedaço de pão para o lixo sem lhe dar um beijinho e dizer: Tudo para Jesus. Nada para o Diabo! ?
Conheço uma adulta que ainda o faz. Só não dá conhecimento das heranças, ficando Jesus e o Diabo na ignorância acerca das suas pertenças sobre o pão.
A dita adulta deveria de ter um pouquinho mais de respeito para quem espera o seu quinhão!

31.10.11

Já decidi: este vai ser o ano dos lábios vermelhos.

globalização sexual

Estive a reflectir sobre a frase da personagem do Herman José, Dr.ª Rute Remédios, e acho que falha pela sua limitação.
Para ser mais abrangente, acho que se deveria substituir "vaginas" por "cús" e fazer todas as alterações respetivas ao género da palavra.
Assim, ninguém fica de fora.

30.10.11

lembrei-me, pronto

Dr.ª Rute Remédios:
"As opiniões são como as vaginas. Cada um tem a sua e quem quiser dá-las, dá-las."

29.10.11

Aiiii
que vergonha! Acabou de acontecer.
Justamente a miúda que se apresentou a dizer que cantava muito bem.
Eu não achei nada de especial.
Coitada.

Pronto, já repararam que estou toda a ver a estreia de "A voz de Portugal".
Estou entusiasmada por ter um programa para seguir.
E se ninguém se virar?
Que vergonha!
acho que nestes últimos dois anos houve um boom de grupos novos portugueses e com umas músicas até bem giras.

doismileoito
we trust
trêsporcento
orelha negra
os golpes
joão só e abandonados
linda martini
x-wife
paus
pontos negros
os azeitonas



porque é que eu não aprecio as músicas da Mafalda Veiga?

Porque desde que os pássaros voaram para o sul,
a mafalda ficou sem ideias e todas as letras das suas canções
têm como base qualquer coisa como isto:
porque me mostro como sou
num tempo que não passou 
onde fico a ver o mar
onde te guardo na pele
porque és como eu
e tal e coiso
e coiso e tal
e taloiso e cal
e caloiso e tal.
às vezes a nossa perspetiva das coisas é bastante moldável, permeável e errónea.
às vezes o que achamos o máximo passa a ser pavoroso.
sempre achei que eu cantava bem.
contudo, ninguém aguenta muito tempo a ouvir-me.
não entendo é porque está a demorar tanto para que todo o mundo se aperceba que, afinal, eu canto mesmo bem!

28.10.11

se vocês tivessem acesso aos meus pensamentos enquanto limpo a casa...
ou considerar-me-iam um génio da filosofia ou uma louca pronta a ser enclausurada!

27.10.11

tudo trocado

Os meus alunos têm uma reação às temperaturas um pouco estranhas.
Com a ligeira descida de temperatura nestes dias, tive alunos que apareceram na escola com 3 blusas vestidas, sendo uma delas em malha polar.
Ontem, uma aluna até levou o pijama por baixo da roupa.
Hoje a miúda apareceu-me de gorro, cachecol e luvas.
De um modo geral, todos estão a vir com roupas quentes.
Em Janeiro, 50% destes muídos virão para a escola de t-shirt.
Até me arrepia a incapacidade das mães em adequar a roupa à temperatura.

25.10.11

spider

Descarreguem estas fotos de aranhas do meu quintal.
Observem bem os padrões que exibem no abdómen!
Arrepiante!
Numa vejo um busto.
O meu marido diz que é Stalin.
Noutra, vemos  dois corpos , de pernas flectidas, de frente um para o outro.


24.10.11

às vezes...

...apetece-me dizer:
-Amor, olhas pela casa e pelo nosso menino que eu vou, num instante, tomar café com o Pirii a Lisboa?

18.10.11

Uma das coisas mais ingénuas que já ouvi (chegando a ser ridícula) é que "as crianças não mentem!"

O instinto de "sobrevivência a uma boa palmada" ensina-lhes a mentir.

16.10.11

sábado

Ontem o meu filho foi, logo de manhã, acampar com os escoteiros. O marido foi trabalhar e eu: arrumei casa. pintei o cabelo e fui ao shopping.
Comprei um bilhete para ver Meia-noite em Paris. Sozinha.
Já lá sentada, aparece um casal amigo e até dei palminhas de contente porque sou gaja para ir sozinha ao cinema, mas gosto mesmo, mesmo, é de ir acompanhada.
Como a sala estava praticamente vazia, fui para o lado deles.
O filme valeu o dinheiro (é caro ir ao cinema) e saí bem disposta.
O Owen Wilson tem este efeito em mim. Faz-me sorrir.

Já o Adrien Brody tem outro. Há qualquer coisa no rosto dele (nariz, digo eu) que me agrada!

15.10.11

jantar de cotas/ jantar universitários

Ontem tive um jantar de gajas.
Quando lá chegamos, estava totalmente cheio de estudantes universitários. E a mesa das cotas, a nossa, era a única que não cantava o "se o fulano quer ser cá da malta..."
Onde é que nos fomos meter?- pensei eu- A gerência poderia ter-nos avisado.
Os estudantes até gritos deram. Um fuck!
O menu do pobre incluía, por 10 euros, entrada, o prato, café e uma garrafa de vinho por pessoa.
Uma garrafa? Quando a esmola é grande, o pobre desconfia. Deve vir o vinho mais barato que tiver no mercado.
A funcionária aprece com um vinho que, no continente, anda à volta dos 3 euros por garrafa. Ei lá. Isto não me cheira nada bem. O vinho nem é rasca. Impossível não terem lucro.
Quando a moça vai deixar a garrafa à minha frente, noto que tem falta de vinho equivalente a um copo.
Olhei para a rapariga e disse-lhe que achava estranho a garrafa vir assim, sem estar cheia. (nem falei no fato de vir aberta).
Mostrou-se ligeiramente aborrecida, mas trocou por outra cheia, mas já aberta também.
Deita o vinho no meu copo e baza.
Olho para o copo e reparo que tenho 6 mosquitos a flutuar lá.
Ohhh, vinho com mosquitos! Querem é enganar-me. Depois quando for pagar, espetam-me mais 10 euros porque o vinho estava cheio de proteínas.
-Moça, não me leve a mal, mas esta vinho já está aberto há muito tempo (quantas misturas de vinho estão aqui?). Pode trazer outra e abrir aqui à nossa frente?
Com umas trombas, lá foi ela buscar uma garrafa fechada, mas não lacrada. O selo já vinha cortado.
Provei e aceitei. Não muito convencida, mas sem a mínima pachorra para me enervar.
Comi bacalhau à Zé do Pipo.
A determinada altura, a outra funcionária vem perguntar-me como estava a comida.
Está boa!- respondi.
Mas só hoje é que me tocou: provavelmente cuspiram-me no prato, vieram perguntar como estava, eu respondi que estava bom e elas consolaram-se todas a verem-me comer aquilo. Bem feita, gordurosa!
E a verdade é que comi tudo!
O resto da noite foi uma animação.
No meio daqueles estudantes todos, ninguém nos passava cartão e até dançamos um bocado.
- Ei senhora, isto é para rebentar com isto tudo!-Disse-me uma estudante- (atenção ao "senhora")
E rebentaram.
Às 22:30h já o W.C. estava todo vomitado.
Os estudantes universitários, podem passar gerações, serão sempre assim.

Troika caseira

Eis o meu plano de poupança:
Depilação (corpo, buço e sobrancelhas): em casa.
Pintar cabelo: em casa
Cortar pontas do cabelo: em casa.
Manicure e pedicure: em casa (mas se eu pagasse, era dinheiro bem empregue, porque eu faço um trabalho vergonhoso)
Limpeza da casa: eu! (com uma cara extremamente grande, o que é bom por um lado porque o queixo limpa o chão e os cabelos o teto)
Duche no ginásio (sempre que posso. Apesar de, muitas vezes tomar um segundo em casa).

O que poupo, estourarei em gamas!
- São 250 euros de gamas, se faz favor!

a cruz de se ser sexy

Recebi uma sms de um número que não estava registado na minha lista.
Torci o nariz e comecei a ler:

"Já acredita no amor à primeira vista?"

Ohhh-pensei eu- estou tramada! Mas quem é este? Como conseguiu o meu número? Eu sabia que não deveria de ter saído à rua com esta saia. Que cruz de pesada esta ser tão sexy. Por favor, esquece-me!

Com o fardo do sex-appel nos ombros e a suspirar o meu fado, decidi ler o resto da sms:
... Novo Kia Rio.
Admiração garantida.
Venha conhecê-lo na Moniz de Sá...


Hum, disfarça agora, vai!

13.10.11

para o esquecimento

Ao longo dos meus dias, tenho sempre coisas para falar no blogue. Algumas bem engraçadas que adoraria registá-las aqui, para depois relê-las.
Contudo, passa um pé de vento na minha cabeça (vento encanado, por vezes) e esqueço-me do que tinha para escrever.
Sendo assim, arranjei uma agenda de capa preta e pequena que dá um ar todo de "agente secreta", para registar estes momentos.
Desde que a tenho, ainda só registei um.
Tenho-me esquecido que tenho uma agenda anti esquecimento.

11.10.11

hão-de-me sair os olhos das órbitas

Para quem se viu à rasca para "evacuar" ontem, não estou sendo lá muito esperta enfardando-me com groselhas.

popular

Hoje, fui a uma loja dos chinaman e ouço uma conversa entre duas mulheres, na casa dos seus 20's:
Aqui fica um excerto, pois não apanhei o contexto inicial:
- (...) e estava rota, aquela lepra!
-Olha, tem aqui! Possa, 1 euro!
- Isto é chineses, mas não quer dizer pescoço! Têm de ganhar dinheiro.

Não quer dizer pescoço.??? 
Senti um arrepio pela espinha acima quando ouvi esta expressão. Pensei que tivesse sido banida da boca do povo, com direito a encarceramento vitalício caso fosse reavivada.
Sinceramente.
Deveria de ter calado as gajas com um simples e eficaz:
 - Foi-se embora a luz!

10.10.11

a vida sem actimel é uma porra!

Esta manhã foi  caos.
Acordei às 08:45 para entrar às 09:00.
Conhecem o Speedy Gonzalez?
Fui eu esta manhã.
Cheguei com 5 minutos de atraso.
Uma hora depois, começo a inchar como o peixe balão.
Um horror.
Doía-me a barriga e nem conseguia estar na vertical.
Parecia um homo-gigus-neanderthal.
Deixei os meus miúdos com o professor de apoio e bati à porta do chefe:
- Boss, não consigo trabalhar.
- Que tens?
Apontei para a barriga: parecia de 5 meses.
Desandei da escola curvada e a gemer.
Vim, praticamente aos gritos, para casa com tantas dores que tinha.
Deitei-me no sofá, esfreguei a barriga, bebi chá e fiz cocó.

Fiquei como nova e fui trabalhar.


Foi, literalmente, uma dor da merda!

8.10.11

imortais

Olhar para fotos de pessoas que morrerem recentemente, mete-me muita impressão.
Muita mesmo.
Posso não as conhecer, mas olho a foto e cola-se a mim a terrivel ideia de que fulano deixou de estar por aí e que está, efectivemente, morto. Está acabado. O fim de uma história.
Acho que ainda assim, depois de tanta morte a rodear-me nos media, ainda não tenho bem a consciência dela.
E lembro-me sempre de uma música do Manuel Cruz em que diz que no fundo todos nos julgamos imortais.

(A foto que agora me anda a fazer isto é a de steve jobs, sempre que ligo a net, no Safari.)

pelos açores

Aposto que na Terceira fizeram uma toirada para homenagear o Eliseu.
E que já andam a dizer que ele vai arrumar o Pauleta a um canto.
Somos todos açoreanos, mas consola uma nica de bairrismo.

2.10.11

lovinho

Consola estar em amena cavaqueira com o namorado do outro.

workaholic

Há quem trabalhe mais do que é pedido.
Aqueles que dão o litro, e mais um bocado, pelo seu emprego.
Que deixam falhar algumas coisas tão importantes para a sua sanidade mental, como o tempo para si ou para a sua família.
Tudo bem.
É lá com eles.

E o que me aborrece nestas pessoas é, somente, o facto de acharem que todos os outros estão mal, que fazem pouco e que deixam a desejar, só porque têm como modelo o seu próprio.
Um modelo que espero nunca adoptar.

Eu NÃO sou (somente) a minha profissão.

1.10.11

mac' full

Hoje fui ao Macdonald.
Sempre que lá vou, como só um wrap.
Só.
Isto, principalmente, porque nunca sei bem o que escolher: a variedade bloqueia-me.
Mas hoje fiz-me doida.
Comi um menu NYCrispy (gostei), com coca-cola e, para rematar, um gelado de caramelo, em waffer e cheio de amêndoas torradas. (um prazer por si só).
Balanço: levei a tarde toda cheia de dores de estômago e com um inchaço que, nem encolhendo a barriga ao máximo que podia, deu para disfarçar!

30.9.11

as pessoas: como somos!

Mesquinhos: é o que somos.
Facilmente acreditamos em algo que difama outro.
Facilmente encontramos um ponto de falha que prova o que por aí se diz. Ah pois é! Bem me parecia!
E, só vendo, como o apóstolo que nem sei o nome, é que aceitamos algo que enalteça o outro. Porque podem estar a exagerar. Porque não é bem assim. Porque nunca se viu nada de extraordinário ali. Deve de ser outra pessoa. Só pode. Fala-se demais. Duvido.
Somos assim.
Muitos assim.
Demais para que passemos despercebidos.
Gostamos de ver outros na lama.
Parece que nos alimentamos assim.
Como as plantas. Alimentamo-nos do que deveria de estar enterrado.
Somos assim.
Não todos, felizmente.

29.9.11

desagradável

É tão desagradável ir ao W.C. fazer chichi e, com as calças pelo joelho, dar-me de caras com uma barata e ter de matá-la assim, de cu de fora.
É mesmo tão desagradável.

28.9.11

enigma

e para ti...
um montinho de lápis de cor
para poderes colorir
os voos que farás.
no teu sofá
na tua casa
um monte de lápis
para dares cor
à imaginação estimulada.


o que é?
hoje não me apetece falar. estou tão out daqui.

25.9.11

para quem duvida...

Sou pelas festas e tradições populares.
Sou mesmo. Não participo, mas sou.
Contudo, fervo quando uma procissão interfere na minha circulação automobilística.
Fico com uma azia que demora horas a passar.

22.9.11

casaco

Há coisinhas que regalam a alma.
Hoje estava msmo a precisar de rir e isto foi o ideal.

20.9.11

Alguém já tomou banho na piscina numaroute na Lagoa?
Detesto estar fora de casa quando chove assim.
A minha vontade é passar na escola do meu filho e no emprego do meu marido e levá-los os dois para casa... para debaixo da minha asa!

19.9.11

hum, ahhh, uiii

Enquanto me equipava no ginásio, uma colega entrou e fez o mesmo. Só que não parava de gemer: Ah, hum, oh...
Ainda olhei para o banco dela para ver se tinha algo que o meu não tivesse... mas nada!
E lá continuava ela a gemer.
Estava a irritar-me de tal maneira que, mais um gemido da parte dela e dir-lhe-ia que se o botão de off estivesse avariado, sempre dava para tirar as pilhas.

18.9.11

riso

Todos gostamos de rir.
Todos sentimos necessidade disto.
E é bom estar perto de pessoas com risos contagiantes. Metem-nos bem dispostos.
Seremos rápidos em afirmar que uma boa gargalhada nos faz melhorar o dia.
Mas já me apercebi que as gargalhadas dos outros, aquelas em que estamos completamente arredados do seu contexto, nos irrita, como se de um grande mal se tratasse. como se ofendesse a nossa seriedade... como se fosse completamente desprovida de "tino". Se são adolescentes a rir, é porque são isto mesmo: adolescentes e riem por tudo e por nada. Querem mostrar-se. Se são duas mulheres a rir... histéricas aquelas, não? Se são dois homens: não pode ser coisa boa... E por aí fora. Sempre assim, porque o riso é bom, é maravilhoso, quando dominamos o que se ri (e assim sabemos, que não se riem de nós.)

Strauss- Kahn

Strauss-kahn, aquele pobre de cristo, vítima da sua beleza por diversas vezes.
Querem-no, essas putas, e ele, fiel e íntegro, recusa-as a todas.
Elas, rejeitadas, distorcem tudo e acusam-no de (tentar) violá-las.
Elas todas...
Custa tanto ser assim...
Irresistível.
Mas fez-se justiça.
Daquela justiça cega que nada tem a ver com o facto de ele ser muito rico e influente.

17.9.11

madeira

Depois de tantas reportagens sobre o BURACÃO nas contas da Madeira, apercebi-me de uma coisa que já há muito sabia:

QUE PRONÚNCIA PAVOROSA QUE ELES TÊM.

Prefiro a micaelense.

Estou quase certa que não há, nas duas dezenas e algo dos meus seguidores, nenhum madeirense. Caso haja, então reformulo o que disse:

QUE PRONÚNCIA PAVOROSA QUE VOCÊS TÊM.

Nada como um tu cá/ tu lá para quebrar o gelo.
Amigos na mesma?
Nice!

manif

Estão a decorrer muitas manifestações de professores por falta de colocação.
Entendo as suas razões, porque sempre trabalharam e agora ficam, após tantos anos e contas para pagar, sem trabalho.
O que me custa a entender não são estes colegas que se manifestam. Custa-me é a compreender o porquê de continuar a entrar tanta gente para cursos via ensino, quando sabem que o mercado está esgotadíssimo. Não sou contra tirarem o seu curso. Estão no seu direito. Mas nao responsabilizem o estado por não ficarem colocados depois. E não me parece que o argumento "batido" que as universidades é que são culpadas por manterem os cursos abertos, seja inteiramente válido.
Não se cortam as árvores só porque, nos seus ramos, nos podemos enforcar!

14.9.11

Hoje fui à praia, esta tarde.
Provavelmente foi a última vez este ano.
Soube-me pela vidinha estar ao sol.

12.9.11

9.9.11

Can you read me?
Do you read me?

Saudades tuas!

Vamos fazer juras de amizade eterna, vamos?

fim da crise

O meu marido tem uma teoria para a forma como vai terminar esta recessão económica em que vários países estão mergulhados:
UMA TERCEIRA GUERRA MUNDIAL.
Segundo o marido hermano saraiva, antes das grandes guerras, o mundo estava mergulhado em recessões e após as guerras, as economias dos países começaram a erguer-se.

Não dava jeito nenhum uma guerra agora.
 É tão démodé.

(ainda bem que ele nunca se meteu na política nem no exército. Nunca se sabe que líder daria ele...)

cagar o cão no caminho

Cagar o cão no caminho significa que os planos que foram feitos deram para o torto.
Ontem, eu e o meu homem tomámos um café tardio (pelas 22h) para podermos estar acordados para ver o embate entre Tsonga e Federer.
Começou bem, mas veio a chuva nos States e a partida foi interrompida.
Aí vi o cão a defecar no meu caminho, pela primeira vez.
Demorou e eu acabei por me ir deitar.
Hoje, quando comecei a dar um jeito na casa, lembrei-me de colocar na Sport Tv.
Estava a dar a repetição da partida e ainda no primeiro set. E como era o melhor de 5, decidi terminar a limpeza para apanhar o final.
Contudo, Federer ganhou os três primeiros set's, não havendo necessidade de se prolongar a partida.
Estava eu ainda a lavar o chão.
(vidinha triste)


Segunda cagadela do cão no meu caminho.
Os meus planos raramente têm um final feliz.
Era só isto! Xau.


7.9.11

um fuck

Sem falsas modéstias: tenho umas pernas bonitas e bastante orgulho nelas. Gosto de usar saias, vestidos e calções.
Mas, para que a mania se acabe, estou a ficar com as pernas cobertas de veias tão salientes que até me arrepia a alma e me dá vontade de desatar num choro.
Tenho de ir ao médico porque isto não me está a parecer nada normal.

5.9.11

tatuagem

Depois de ver esta tatuagem, um retrato parece-me muito bem. (desde que não seja sobreposta)

Olhei para esta foto e pensei: "O que leva um jovem a fazer uma tatuagem destas?"
E cheguei à triste conclusão que, quem faz algo assim, acha que vai morrer precocemente! 
Não me cabe na cabeça que alguém se imagine octagenário com uma merda destas na cara!

tatu

Gosto de tatuagens.
Mas não posso com as que são retratos!
Associo sempre a falecidos.

Por falar em tatuagens... acho que já fazia outra.

4.9.11

metronomy- the look



love this

amargo

Nem este domingo diferente, foi diferente dos demais domingos.
Queria-o a saber a mais.
Não muito mais, um pouco só!
O suficiente para tirar este gosto dominical seco que trago na boca.

3.9.11

água d'alto

Alguém que me explique o fenómeno estranhíssimo que se passa na praia de água d'alto que, parece-me sempre haver uma relação de meia pessoa por cada carro estacionado.
Até o meu filho já reparou.

1.9.11

"tudo bons rapazes"

...é  um programa da antena 3 que, sempre que consigo ouvir, adoro.
Hoje ouvi esta música pela primeira vez e fixei o título.
Outras mais ouço, mas sou tão esquecida.

Sérgio Godinho...

... é o único artista português que consegue, mesmo, fazer rimar palavras que não rimam... só encostam.


em defesa de ricardo carvalho

Eu tenho uma teoria para o abandono do ricardo carvalho.

Eu não percebo nada de futebol e assumo-o.
Mas apeteceu-me mesmo falar sobre isso porque acho que, dos envolvidos na polémica, há um em que 99,9 % do povo português (que vê um mínimo de futebol) tem uma grande simpatia.

Não me parece que o moço seja rapaz para simplesmente ficar de cara grande por não ter sido 1.ª opção. Não me parece e pronto. Há algo na expressão dele que dá a entender que ele é mesmo bonzinho... mas pronto, avancemos!
Cá para mim o que se passou foi que, antes da convocatória, o Bento e ele tiveram algum desentendimento e, o selecionador, cheio de veneno e vingativo pensou:
-"ai, espera aí que já te f...o...d...o".
E pimba, como castigo, tirou dos titulares.
O carvalho, que é do tipo calmo, mas que provavelmente deve de encher, encher, encher até rebentar, decidiu ir-se embora porque se ficasse, provavelmente rebentava mesmo... mas com as "beças" do Bento!


(fui muito partidária?)

(ricardo carvalho)

(paulo bento)

Legendei as fotos em especial para o PIRII, embora duvide que ele, ao aperceber-se que o tema é Futebol, chegue a ler este post todo.



30.8.11

parque

hoje foi dia de passeio no parque urbano.
Não tinha ideia de ser tão grande.
Está bem conseguido.
Gostei.
Resta esperar mil milhões de anos até que as árvores estejam no ponto.

29.8.11

casório

Ontem foi dia de casório.
Fui madrinha.
Correu tudo muito bem.
Foi bonito ver a filhota dos noivos, minha afilhada de batismo, levar as alianças.
Os noivos estavam muito bem e muito felizes.
Que seja sempre assim!

25.8.11

24.8.11

Não se faz nada nesta internet.
É do face para o blog e do blog para o face.
Uma ou outra página de moda, para não ficar completamente out.
Um ou outro site de arte e pronto...
Aborreço-me!
Qualquer dia, desapareço destas andanças!

chef em casa

E para quem quer dar um jantar para amigos ou família, mas não quer, não gosta, não pode ou não sabe cozinhar, aqui fica uma ideia:

http://www.facebook.com/notes/césar-arruda/chefe-em-sua-casa/165909946818880



E cá temos uma foto do chef César com o Outro!


23.8.11

ao piri ll

pirii, tens de ter um livro das feições, aka, facebook, para meteres fotos e nós fazermos comentários atleimadinhos!

21.8.11

procissão

Não sou fã de procissões, mas sou dos tapetes de flores e verduras que largam um aroma tão agradável após a passagem das pessoas.
Quando criança, divertia-me a repisar e a espalhar estes tapetes.
Não entendo, porém, a pressa que. agora, têm em varrer esta marca da rua, mal passe a procissão.
As tradições mantêm-se, mas com adulterações.
Más, a meu ver.

19.8.11

um fuck


Hoje, de chinelos nos pés, caminhei pela Lagoa toda, emproada e parecendo ter engolido um cabo de vassoura, (como de costume aliás) com a braguilha dos calções totalmente aberta!


16.8.11

green eyes

Eu tenho um amigo que tem um sonho de ter olhos verdes.
Há dois anos atrás, ele apanhou uma conjuntivite tão forte, mas tão forte que os seus olhos pareciam feitos nos quintos dos infernos. Deixou de ter branco no olho, para passar a ter vermelho... um conjunto de veias que tornavam toda a esclera escarlate.
E, por incrivel que pareça, a sua íris castanha passou a VERDE.
Arregalado, infernal, escarlate e verde.
Metia impressão olhar-lhe nos olhos, mas ele estava todo contente porque, finalmente e sem lentes, tinha olhos verdes.
Há gente para tudo, não?
LUV-Í-U.

15.8.11

quase a chegar o dia

A data está a chegar e eu já estou começando a dar de mim.
Já começo a pensar demasiado na hora e no assunto e sinto-me ligeiramente angustiada.
E faço o que digo sempre para não se fazer: sofrer por antecipação!

no siesta

Passei o dia por casa.
Naveguei na Net.
Vi TV.
Cozinhei.
Mas sobretudo, fiz quase nada.
Só me faltou mesmo dormir.
Bolas, queria dormir à tarde mas há algo que me impede de fazê-lo: EU!
Sinto que passa tudo tão rápido e que o dia acaba depressa demais, mesmo um dia sem tarelo nenhum, como o de hoje.

14.8.11

chevy chase

Toda a gente já viu filmes com ele, em que toda a gente já se riu.
Poucos sabem o nome dele, no entanto.
E menos ainda se lembrariam dele como um homem atraente.
Ontem vi, no canal Bio, um documentário sobre a sua vida e apercebi-me que o homem, na sua juventude (trintas e pouco) era discretamente muito atraente.


em casa com spartacus

Amanhã é feriado e com um calor destes, bem que poderia apetecer ir até ao campo beber uns mojitos...
But no.
Ando sem aço nenhum que quase me obrigo a tê-lo.
Quero relax... relax e Spartacus.

Chá Verde: esta série não é para ti. Tem sangue a mais a jorrar de corpos decapitados! 

13.8.11

oculos

Caiu uma perna aos meus óculos.
Quase que os metia de lado, caso não sentisse tanto a falta.
Não sou mulher de gostar de óculos.
Andam a enervar-me de tal maneira!
Que gêne!
Detesto esta dependência e, como os tenho usado pouco por causa dos óculos de sol, termino o dia com o olho direito às picadas.
Agora, vou ter de arranjar uns de sol graduados.
Que mega-fuck!

12.8.11

baixemos a crista

É comum considerar-se o nível de conhecimentos proporcional ao nível académico.
É comum e errado.
O conhecimento é algo vasto demais para se resumir ao tempo que se passou a estudar.
Tão vasto e tão específico, consoante a especificidade de quem o sabe.
Pode parecer uma redundância ingênua, mas não.
Hoje, tive o prazer de assistir a uns bons minutos de conversa entre dois chef .
Conhecendo uma ou outra coisa do que falavam, no geral senti-me analfabeta.
E sentir-me-ia assim se estivesse perto de dois técnicos de informática, dois cirurgiões, dois mecânicos, dois agricultores...
Somos demasiadamente orgulhosos do pouco que sabemos que achamos que é tanto... muito mais do que os outros sabem.
Mas o saber é tão, tão relativo.
Estou penando com o calor!
Penando!

10.8.11

nao fumei

não é fácil deixar de fumar.
poderia dizer que é.
(muitas vezes gosto de pensar que é.)
mas é mentira.
não é nada fácil.
sinto que me falta a rotina, o prazer dos cigarros saboreados, o fumo social.
sinto-me momentaneamente triste...
mas não me deixo cair.
Pelo menos não agora.
Oxalá que nunca.

Há 3 anos e meio atrás, deixei de fumar e as circunstâncias foram tão parecidas.
Aguentei 7 meses e quando achava que fumar era coisa que eu facilmente controlaria, acendi um cigarro esporádico... que se manteve durante tempo demais.
Apesar das semelhanças, quero que desta vez, as coisas sejam bem diferentes.

Hoje não fumei.
Não pensei que queria fazê-lo, mas o meu corpo sabe-o bem.
Mas a minha mente é quem manda!
E ela não me deixa!



9.8.11

walk & talk II

o que já vi até agora:








6.8.11

privação

Já tem mais de uma semana que não fumo.
Já aumentei 1,200 Kgs, sendo 1 kg massa muscular e 200grs massa gorda, segundo a máquina do ginásio e pesagens anteriores.
Claro que, para não aumentar muito o peso, tenho me esforçado mais no cárdio.
Mas a verdade é que sinto vontade de fumar todos os dias..
Só que, nuns dias, apetece-me mais que noutros.
Hoje está a ser tramado.
Muito tramado, aliás.
Mas não fumarei.

(nota a  H. C.: a aposta mantém-se e tu estás tão tramado!)

2.8.11

praia

Há um protocolo secreto que todos os banhistas de praia seguem: fazer chichi dentro de água sem que dê para notar muito que se está, efectivamente, a mijar!

30.7.11

27 de Julho de 2011...

...data em que deixei de fumar.
Objectivo: que esta seja a última vez que o faço e que não venha a aumentar de peso.
A verdade é que, o tempo que era dedicado ao cigarro, tende a ser preenchido por algo de igual satisfação física.
E o que está sempre mais à mão (cof cof) é a comida.
Deste modo, fui abastecer a minha casa com coisas magras para trincar.

28.7.11

walk & talk

começa amanhã.
Vou ver se vou... (tanto V numa frase tão pequena)

26.7.11

passou rápido...


e já estou com saudades tuas outra vez.
Isto é tudo uma PALHAÇADA!
;)
Agora vou acender uma vela para que a tua vela tenha efeito... e que seja bem perto de nós!

25.7.11

uma dúzia de anos...

...de casamento.
Que venham mais, contigo!


23.7.11

moodys

Impressiona

Fonte: http://laurapereiralikes.wordpress.com/2011/01/08/amy-winehouse/


fonte: http://www.jjcabeleireiros.com.br/2009/09/amy-winehouse-antes-e-depois-da-fama.html

Impressiona-me muito a decadência a que podemos chegar.
Morreu hoje e, para ser sincera, aguentou mais tempo do que pensei que fosse aguentar.
Pensei que, com o seu modo de vida, não chegasse a 2011.

20.7.11

carta aberta a S. Pedro

Caro S. Pedro,
Enquanto eu estava atolada de trabalho, mandaste uns dias de sol bem agradáveis.
Agora que estou mais por minha conta os dias que decides fazer são a puxar para o merdosos.
Como é?
(Não digas que é grande porque não entro nestas conversas desprovidas de contexto)
Não seria fixe que, amanhã durante todo o dia, me oferecesses um sol tipo... maravilhso?
Até poderias estendê-lo a toda a ilha, que eu sou altruísta e não quero por cima da minha cabeça, exclusivamente, as boas abertas!
Seria tão bom e toda a gente falaria muito bem de si, o que é importante para quem ocupa um cargo como o seu, de elevada importância.
Pense carinhosamente no meu pedido.
Atenciosamente,

Ela, a que, por esta altura no ano passado, já estaria com um bronze dourado, como os douradinhos de pescada!

19.7.11

O meu projecto anda parado. Está-me a faltar algo "palpável" para dar-lhe corpo. 
Falta-me a veracidade que o factor €  dá a certas coisas.

16.7.11

Sata Rallye Açores

Então, segundo a RTP-Açores, Ricardo Moura foi o melhor português e também o melhor açoriano?
Não deveria de ser o contrário? Tipo: O melhor açoriano e também o melhor português?

14.7.11

casamento

Eu que me andava a queixar que era a única pessoa que conhecia que não tinha um batizado ou um casamento este verão... fiquei a saber que vou ser madrinha!
AI TANTO PÓ QUE JÁ LIMPEI!

Deveria de ter deduzido do pagamento dos mestres o trabalho que tive a limpar a sujidade que me fizeram em casa... acho até que eles me ficariam a dever dinheiro!

11.7.11

alergia matrimonial

Não sei se já disse isto aqui, mas o meu marido é alérgico a mim.
Sempre que lhe toco nas costas, pede-me para as coçar.
É urticária... reação alérgica, só pode!

9.7.11

movie

Vou ver Missão Impossível agora no AXN. Apanhei mesmo de início, sem sequer saber que ia dar.
Estou toda entusiasmada porque não me lembro da última vez que vi um filme na TV, pelo menos pertencente à programação de um canal.

pondera

Às vezes os jornalistas fazem cada perguntinha mais tola que só me apetece benzer-me.
Um destes dias, vi uma reportagem sobre jovens da associação Alternativa, (associação que apoia pessoas com dependências a drogas pesadas) e o jornalista perguntou a um deles:
- "O que tem a dizer aos jovens que poderam agora começar na droga?"

Ponderam? Será que sim?
Sempre achei que os jovens se metem na droga porque não poderam o suficiente, porque acham que têm um maior controlo de si do que realmente têm.
Poderá até haver quem tenha colocado os prós e contras do consumo de droga, antes de o fazer e, ainda assim, tenha optado por consumir drogas pesadas.
Mas não me parece.

6.7.11

actualização de dados

Troquei de telemovél (mas não de número) mas era capaz de apostar vinte euros que tinha todos os meus contactos no SIM.
O outro telemóvel ficou "inutilizado".
Cheguei a casa e apercebi-me que nem sequer o número da minha mãe eu tinha!
cerca de 50 % deles, tinham sido aniquilados. (eu não sei se realmente foram 50%, mas achei que conferia credibilidade aqui ao post)
E agora é que vai ser bonito.
Acho que deveria ser obrigatório (punível com multa, a transgressão da lei) assinar-se as sms enviadas!
Vamos lá a actualizar os dados?
Quem tem o meu número que faça a gentileza de mandar um sms a dizer o seu nome, ok?
Não vale a pena estarem a pensar fazerem brincadeirinhas, porque eu tenho muitos contactos ainda, ok?
ah, vamos lá ver!

(recuperei alguns números, mas não sei a quem pertencem)

3.7.11

fuji











Gosto de tirar fotos a coisas.
 Aqui estão as coisas fotografadas na minha máquina nova. 
Tenho muito para explorar ainda.
Muito.

1.7.11

se calhar existem segundas oportunidades para tudo:
para se explicar
para se entender
para selar passados
para abrir futuros
para se pedir desculpa
para se escutar com cuidado
para se evitar a queda
para se aceder
e se chegar ao topo

se calhar vem por aí
uma segunda oportunidade
para quem deixou a primeira passar
para quem se escondeu
para quem não sabia lidar com ela
ou para quem teve medo de a encarar


por aí vem, outra vez.

eu estarei por cá

e quero ver o que por aí vem

pirii

Passei uma hora ao telefone com o meu pirii
aquele amigo que está na mesma sintonia que eu nas piadas tolinhas
nos projectos que não passam de palavras
nas gargalhadas imensas por tanto
um tanto que é tão nosso
que ninguém entende.
Temos realmente algo de diferente, nós os dois.
Não é só com ele que rio.
Não é só com ele que digo tolices.
Mas com ele, tudo é superado.
Quem está por perto, há-de achar que fumámos alguma coisinha, os dois, sozinhos.
Mas não...(nem sempre)
Falei uma hora com ele e o meu marido, que lá se ia rindo com as nossas conversas, só me disse quando eu desliguei, com um sorriso (emocionado calculo):
- Grandes atleimados que vocês são!

28.6.11

Ter avaliações prontas, assinadas, fotocopiadas e trancadas a sete chaves é um alívio.
No entanto, tenho mais sono que outra coisa qualquer.
Apetece-me tanto, mas tanto dormir uma soneca.
Ainda para mais, este tempo cinza está de rima com o sono.
Ainda para mais...
...
... vou equipar-me.
Estarei no ginásio se precisarem de mim.
Oxalá, não precisem!

26.6.11

e para vós...

qual a melhor pipoca: a primeira ou a última do pacote?
Não meti o pé na rua hoje!
Fuck!
Estou a fazer as minhas avaliações.
Por isto estou toda contente que o tempo está uma porcaria, caso contrário, e apesar de estar com a garganta inflamada, estaria toda intnicada por não poder ir à praia.
Temos pena, mas não sou assim tão altruísta!

25.6.11

mine

gripe

Hoje tinha uma lady's night programada: vinho, puffes, conversa e música do melhor.
Mas tenho o corpo todo a doer.
Nem viro o pescoço à vontade.
É uma sorte azarada, não?
Recolho-me aos meus aposentos e meto-me a trabalhar nas avaliações.
Vou adiantar o que conseguir, porque não sei como estarei amanhã!

Knoc knoc

Ontem cheguei a casa do trabalho com sintomas de gripe.
Decidi meter-me confortável e, antes de tomar duche para sair para o jantar de professores, vesti o pijama para dormir um pouco. É algo que nunca faço, mas ontem estava mesmo a precisar.
Vesti a t-shirt ao contrário e nem tive forças para endireitar.
Deitei-me no sofá e pouco depois bateram-me à porta: era uma aluna minha e a sua mãe que me vieram trazer um prato com bolos da sua primeira comunhão.
A vista para o meu corredor mostrava peças do lego do meu filho, uma vassoura encostada à parede, usada para ele brincar com o gato, e o tapete feito num monte porque o gato assim o meteu.
Pior ainda, a minha figura à porta, de pijama, camisa ao contrário e sem soutien...
um verdadeiro horror.
Ainda topei a mãe da míuda a olhar de esguelha para as minhas mamas, com um ar incomodado.
-Senhora, temos pena, mas a casa é minha, e bater à porta se aviso dá nisto.
Estamos bem? ainda bem!

lesbos

Ontem, de vestido cinza, sapato rosa choque, fui totalmente comida com os olhos... por uma mulher, de mota, capacete e cigarro na boca. Gorda e feia e com um sorriso que me deixou sem uma pinga de sangue. Esta noite dormi muito mal e acho que foram pesadelos à conta disto.

20.6.11

chove

Já chove!
Já mudou.
Os dias regalados com sol meter-se-ão de lado para dar espaço à chuva.
Ainda bem que me antecipei e fiz praia hoje.
Já tenho uma corzita.
Já não me pareço com uma eferma.

17.6.11

dourada

Disseram-me que eu era um copo de leite e que precisava de afinar as cores...
Foi exactamente isto que hoje fiz: fui à praia.
De manhã com os meus alunos.
À tarde, alone!
Já começo a trabalhar o bronze para ficar dourada como a posta de pescada.

A milhas de distância, houve quem tivesse taquicardias devido a uma inveja que fiz questão de alimentar.

12.6.11

Vamos fazer arroz doce?
Vamos!!
É só esperar um bocadinho que já tiro a receita do Google.

11.6.11

garage sale

Com a minha perda de peso, passei de 42 de calças para 38.
Como tal, tive de fazer uma "limpeza" ao meu guarda roupa.
Decidi fazer uma venda de garagem.
Mas havia um problema: não tenho garagem.
Contudo, já passei alguns pares a umas colegas e já ganhei 10 euros.
Uma fartura!
Vou metê-los no banco a render juros...
Ups! Não vou nada... já lhes dei descaminho num par de sapatos.
(o restante teve de sair da minha carteira, mas não está mau)

duo

Os vendedores ambulantes têm um plano de ataque:
Andam aos pares!
A carrinha do queijo fresco vem seguida da carrinha dos bolos e pão.

8.6.11

Tenho a casa a cheirar a bolo de chocolate.
Consola a alma.
O bolo em si, consola o estômago.

7.6.11

Tenho um "projecto" pessoal para realizar...
E mais não digo.

4.6.11

especialmente para o Pboy...


 Aprecia, babe... Aprecia.

2.6.11

liquid filled

Uma aluna minha deu-me uma pastilha elástica.
Esta!

Mais tarde, meti-a à boca e tirei-a rapidamente.
Sabem tão mal como, julgo eu, as bolas do camelo.

1.6.11

Se falho o ginásio, sinto a falta daquela renovação de energia e fico tão mole.
Isto raramente acontece quando levo duas horas a treinar!

30.5.11

insónias

Enquanto o marido dorme em dó maior, eu dou voltas na cama.
Porra, detesto ter insónias.
Mas é o que frequentemente acontece quando me deixo ficar na cama até ao meio dia.
À noite, não prego olho.
Dass.

28.5.11

meteorologia

Diz que o tempo amanhã estará convidativo e que até S. Pedro virá às tascas na Avenida Marginal.

senhor

Não participo nas tradições regionais, mas gosto de ver a sua perpetuação.
Seja relativo às romarias, às festas do Espírito Santo ou às festas do Sr. Sto Cristo dos Milagres.


A ver se ele faz um milagre por este país!

27.5.11

guerra

Está a parecer-me que, mais do que pela saúde económica da região, a suspensão da tradição relativa à tolerância de ponto, para a 5.ª-feira do Sr.Sto. Cristo dos Milagres, se prende mais com uma guerra política entre Governo Regional e Câmara de  PDL.

23.5.11

janis joplin

Enquanto ouvimos janis joplin, ouço uma música que me atirou de volta aos tempos de universidade.
Costumava cantar uma rarte do refrão.
Mal, mas cantava:

Não é que aquele cabeçudo vai fazer um comentário a um post sem tarelo de 2009?

22.5.11

night out- spank lord

Sou ciosa do meu grupo de amigos e custo imenso a desligar-me deles.
Convívios com gente nova, só se for com alguém do meu grupo inserido.
Contudo, por circunstâncias da vida, vi-me "privada" da companhia das minhas amigas.
Por isto, passei um ano sem meter um pézinho num bar que fosse.
Ontem saí com duas amigas, não minhas, mas do meu amigo Pirii. Foi tipo um blind date, mas sendo cego só de um olho.
Contudo, se calhar fazendo fé ao ditado popular: "amigo do meu amigo, meu amigo é", fui convidada para sair com elas e saí.
Conheço-as muito pouco. Mas já tinha ouvido falar muito delas e no  bom sentido o que fazia parecer que já as conhecia.
Aventurei-me nas noites açorianas com duas grandes malucas e diverti-me imenso. Consolei-me!
Haveremos de repetir.
Começamos a noite a ouvir estes pequenos.
E muito bons, por sinal.


21.5.11

Thom Yorke rules




Adoro-o p'ra toda a vida!

20.5.11

outfit para amanhã

Vou de camisa de ganga e calça de cabedal . Talvez botas subidas e salto alto.
Se é para rock, rockemos então!
Não sei é se tenho correntes.
Cabelo solto e verniz escuro nas unhas.
Não tenho preto, mas um castanho escuro servirá na perfeição.
Olhos com risco preto e o Black XS para fazer pandan com todo o resto.
Estarei bem assim, Tomaz e Maria?

A questão das boleias não me parece nada má ideia.
Amanhã acertamos isto "mais mió".

Let's Rock in Santa Clara!

18.5.11

Uns, mudam.
outros, adaptam
Uns, custam
outros, nada.
Uns esperam. 
Outros, sentados.
Uns, ignoram.
Outros, choram.
Uns, retornam.
Outros, recusam.


16.5.11

Lulas na púcara com ameijoas...


Made by Chef  LP1.
Trés Bom!