Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

2.9.10

golpe

De volta ao trabalho, ainda com os horários trocados. 
Olheiras do tamanho do mundo, porque o meu ritmo é de férias de mãe, ou seja, deito-me tarde e acordo cedo.
Hoje fui ao ginásio ainda de manhã, altura em que mais gosto, mas amanhã terá de ser de tarde, quando está mais calor, mais abafado, mais insuportável e em que pondero mais a minha ausência. 
Mas é o custo da beleza... (Hum, pago pouco de ginásio. Não devo de andar grande beldade.)
Estou a fazer de conta que sou chefe! O Boss está a consolar-se em casa com a sua menina a gozar licença de paternidade e eu é que terei de abrir o ano lectivo. Nada que não se faça. Há-de se ouvir falar. Se gostar de ser chefa, faço um golpe de estado. Barrico-me na cozinha da escola (depois de abastecer o frigorífico) e mando naquilo tudo.
Tenho cá uma ligeira desconfiança que tenho uma veia de líder... tirana! 
 

1 comentário:

SP1 disse...

assusta-me a certeza de que darias uma líder tiraníssima...