Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

28.11.10

acompanhada

Hoje consegui uma proeza monumental: após uma chantagem emocional (sou sempre eu, vou sempre sozinha, eu não gosto nada de ir sozinha e por aí fora), arrastei o meu marido para a missa, no seu dia de folga!
Terrível, não?
Eu sei... faz parte dos truques que aprendi nos fuzileiros.
ATIREI A MATAR!

Mas valeu a pena! Valeu a pena ver os olhitos felizes do meu menino quando se apercebeu que estávamos lá os dois.

P.S.: a parte que o meu menino mais gostou da missa foi ouvir o sr. milionário* a falar.

* missionário

2 comentários:

CS disse...

Estou de queixo caído! A última vez que vi o teu marido numa igreja ele estava-se a casar e acho que é por causa desse trauma que nunca mais quis voltar a meter os pés numa...

NUNKII disse...

eu estou tão de acordo com CS...