Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

14.1.11

controlo

Pode ser que sim, que mereça estar preso para sempre.

Foi bárbaro, cruel e cheio de ódio o acto que terminou com a vida do Carlos Castro.

Contudo, aperta-me o coração quando vejo fotos do Renato Seabra.
Jovem, bonito e sem historial violento.. com certeza que não teria planos de fazer da sua vida uma prisão dentro de outra.

Nós, por fora, falaremos sempre que nunca mataríamos, que nunca seríamos capazes de fazer algo assim.

Acredito que este rapaz também assim o pensasse.

E o que me incomoda aqui, no fundo, mais do que ser um Renato ou um joão, pedro, luís ou um zé manel, é o controlo. O controlo que se perde.

Teremos sempre o controlo sobre nós?
Conhecémo-nos assim tão profundamente?
Sabemos mesmo de todos os nossos limites?

Agora, já nem consigo comentar muito esta situação.

Talvez seja pelo facto de eu ser mãe...




2 comentários:

tomaz disse...

dá aí a folha que eu assino por baixo.

PIIRI disse...

em vez de comentar aqui vou fazer um post que servirá de comentário. ide ver.