Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

10.7.10

dia

Foi um dia bem passado.
Prometia ser uma chaga, mas foi fixe.
Depois de dar um lamiré na casa, fiz almoço e comecei a ponderar sobre o que fazer com  a tarde.
O tempo estava instável e eu parecia mais ainda.
Estava a adivinhar uma tarde trancada em casa. Os meus sofás estavam a berrar por mim.
Haveria de me deitar neles, alternadamente.
Mas não!
Ao primeiro raio de sol, comecei a ter vontade de laurear a pevide.
E assim o fiz.
Fui à piscina.
Estava a puxar para o vazio. Tal como gosto.
O sol a dar-lhe bem.
Abanquei-me junto à piscina pequena, de ouvido aberto para o meu rapaz. (mal conseguia ter os olhos abertos. Acho que ando a sofrer de fotofobia, pois a claridade faz-me chorar)
Gostei tanto de lá estar, no meu sossego.
Meu filho ficou circunscrito àquele espaço, quase como preso a uma corda invísivel.
Era o dono do espaço.

1 comentário:

SP1 disse...

lamiré
&
laurear a pevide


estas duas expressões são do melhor "quiziste".