Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

15.7.10

Jacinta

Hoje vi uma borboleta tipo silêncio dos inocentes, mas em cinza e maior, colada à roupa que estava estendida. Sacudi, a medo, a blusa e a borboleta peluda fez um voo curto e picado para cima do muro.
O meu instinto, tolo e injustificado, foi de tapar os ouvidos... não fosse aquele míssil do tamanho de um sapato de bebé me entrar por lá. 
Quando fui buscar o telemóvel para tirar uma foto, a borboleta tinha batido asas para outra freguesia.
Já sei que isto vai ser daquelas coisitas que toda a gente duvidará do que vi.
Tenho exemplos assim, que até eu já começava a pensar ser fruto da minha imaginação:

- A foto do José Cid encouro, no sofá da sala, com um disco de ouro a tapar as partes. Cheio de gadelhas.
Levei anos em que, sempre que falava nisso, não havia uma alminha que a tivesse visto. Agora, o Lado B fez uma alusão a tal e já podem comprovar que não foi a minha mente doentia a criar esta imagem do inferno.

- Há uns anos atrás, vi na TV uma notícia que ums irmãos, atletas de maratona de um clube português, tinham sido presos em Espanha pelo tráfico de droga. Ninguém até hoje veio a confirmar-me tal notícia (estaria louca?)

- Tinha mais uma, mas acabei de me esquecer...

Estou a parecer um dos três pastorinhos. Ninguém acredita em mim?

3 comentários:

CoriscaRuim disse...

AHHH..Visão do inferno, aquele homem gadelhudo, de cd na frente..Tive pesadelos durante anos graças a ele...Devia instaurar-lhe um processo por danos morais...

CS disse...

Viste um dos pastorinhos??? És um dos pastorinhos??? Não percebi essa parte e estou a tremer de nervos... ;)

SP1 disse...

foste a que sítio dos pastorinhos??