Anda corrompido
o cheiro,
por aí
alterado.

Anda maltratado o toque
e o beijo
após beijado,
cuspido!

1.8.10

Sobre as pessoas de Lisboa

-Há mais raparigas bonitas que rapazes. Muitas de copa I. (I de inveja minha.)
-Um rafeiro é igual em todo o lado. Sem postura no andar, sem camisa ao andar, sem pudor ao cuspir para o chão!
-Muitas mulheres na casa dos 40's desdentadas. Meteu-me mesmo impressão. A minha sogra tem 70 e tal anos e não sai de casa sem a sua placa.
-Muitas mulheres, algumas com um ar bastante dominical, com enormes tatuagens coloridas nos braços e pernas.
-Tanta gente a fumar enquanto anda. Tenho uma coisita contra fumar em andamento. Quase que entendo quando o fazem por não haver tempo de sossegar, mas em passo de passeio...
- Senti-me um extra terrestre! As pessoas lá olham tanto, de cima a baixo e disto não estava nada à espera.

4 comentários:

LP1 disse...

tenho de admitir que vi passar muita gajinha guapa!

SP1 disse...

tens muito aço!

tomaz disse...

vá, eu sou de lisboa e tendo a concordar com quase tudo.
concordo com as "mulheres bonitas" (cof cof, já disse que sou de lisboa?), concordo com os rafeiros, que lá na terrinha capital se chamam de "mitras"; e as desdentadas costumam ser as "senhoras mitras".

mas também há do gajedo giro! eles e elas!

isso de olhar de cima a baixo é pura inveja, pá! inveja do bom ar que a malta da insularidade tem, mas é!

CS disse...

Não sei por que ruelas andaste... mas não deves ter sido pelos mesmo sítios que costumo andar sempre que vou a Lisboa :)